13.7.05

Crise

Se a sondagem divulgada hoje pelo Público estiver certa, a crise vai durar pelo menos mais quatro anos.

7 Comments:

Blogger apedroribeiro said...

Por isso mesmo é que deves parar de hesitar e avançar desde já com a tua candidatura!

5:11 da tarde  
Anonymous partido surrealista situacionista libertario said...

Amaral à Câmara, já!

5:12 da tarde  
Blogger Rui Lage said...

Santa falta de coerência (para não dizer de tomates no sítio): se a esquerda está tão preocupada com uma eventual vitória de Rui Rio, então a esquerda, em bloco, que apoie a candidatura do Assis, foda-se! Estão à espera de quê? De mais quatro anos de deserto? Ou acham que o Assis não é suficientemente "de esquerda"? Já sei que o Assis é cinzento, e que não tem carisma e rebéu-béu-béu, blá-blá-blá, mas ao menos tem ideias, tem um discurso eloquente, tem uma visão da cidade, tem preparação intelectual. De que é que têm tanto medo? Foda-se para isto tudo. Só me apetece dizer asneiras.

9:17 da tarde  
Anonymous ns said...

Recentemente antepus aqui algumas dúvidas e críticas, suficientemente fortes, a Francisco Assis, respeitando a um caso atrás surgido.
Por isso, creio ser insuspeito em dizer o seguinte: analisando informações que me chegaram, muito esclarecido frente a factos de pura incapacidade da gerência de Rio, posto ante uma matéria em que a melhoria da cidade do Porto está em causa - considero que Francisco Assis, enquanto candidato passível de derrotar a candidatura de Rio deve ser apoiado.
Se eu fôsse portuense, votaria pois nele, para que o Porto inicie uma via diferente da que tem estado a ser seguida pelo actual presidente da Câmara.

11:08 da tarde  
Blogger Rui Manuel Amaral said...

Venha o Assis, caralho.

9:53 da manhã  
Blogger Rui Manuel Amaral said...

Mas reparem nisto: o que é que mudou entre as primeiras sondagens que vieram a público há alguns meses (Expresso e Comércio do Porto), nas quais a diferença entre Rio e Assis era apenas de 2 ou 3 pontos percentuais, e esta sondagem do Público que dá uma vantagem esmagadora a Rio? Creio que a mudança nas intenções de voto fica a dever-se à maneira habilidosa como o Rio geriu a novela do túnel de Ceuta. É incrível. Mas estou convencidíssimo que aquela postura de grande defensor dos interesses do Porto face às instituições de Lisboa rendeu muitas simpatias ao Rio.

11:49 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Best regards from NY!
» »

8:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home