28.6.05

Tiro o chapéu

Só hoje li isto.

Quem me dera ter tido a cabeça fria e o coração quente e a coragem para escrever o mesmo.

1 Comments:

Blogger Anita na Internet said...

Já agora, recebi por mail isto:
ERA UMA VEZ UM ARRASTÃO Um vídeo de Diana Andringa

Dez de Junho, praia de Carcavelos. Muitos jovens juntam-se ao sol. Há tensão e insultos. Depois chegará a polícia. Às 20h, as televisões apresentam ao país "o arrastão", um crime massivo, centenas de assaltantes negros, em pleno Dia de Portugal.

O noticiário torna-se narrativa apaixonada de um país de insegurança e "gangs", terror e vigilância. A maré engole o desmentido policial da primeira versão dos incidentes e vários testemunhos sobre uma inventona.

"Era uma vez um arrastão" passa em revista um crime que nunca existiu, a atitude dos media perante uma história explosiva e as consequências políticas e sociais de uma notícia falsa. Antes que esta nova crise de pânico passe ao arquivo morto, é necessário inscrevê-la na história da manipulação de massas em Portugal.

Apresentação pública
Quinta-feira, 30 de Junho, 21:30h
Videoteca Municipal de Lisboa, Largo do Calvário (Alcântara)

A apresentação será seguida de debate com a presença de:
Miguel Gaspar (jornalista, DN)
Rui Marques (Alto-Comissário adjunto para a Imigração e Minorias Étnicas)* Rui Pena Pires (sociólogo, ISCTE) José Rebelo (jornalista, sociólogo, ISCTE) Mário Mesquita (jornalista, professor universitário)* Nuno Guedes (jornalista, A Capital)* * a confirmar

10:29 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home