16.6.05

Poemas de Oscar Wilde. Numa tradução inédita de Margarida Vale de Gato

Quarto e último poema

FANTAISIES DÉCORATIVES

I.
Le Panneau

Sob a sombra que baila da roseira
Há uma garotinha de marfim
Que arranca as folhas róseas e perladas,
Com unhas verde-água de jade.

As folhas rubras caem sobre o húmus,
As folhas brancas, uma a uma, entornam-se
Por uma taça azul, aonde o Sol
Tal um dragão de ouro se retorce.

As folhas brancas pairam pelo ar,
As folhas rubras descem langorosas,
Algumas sobre seu robe amarelo,
Algumas sobre seus negros cabelos.

E toca um alaúde de âmbar, ela canta,
E quando canta, um grou de prata
Começa a afagar seu papo roxo,
Com asas de metal a cintilar.

Toca um alaúde de âmbar, e brilha,
E lá do bosque denso onde se deita,
O seu amante, com olhos de amêndoa,
Espreita os gestos dela com deleite.

E ela solta então, de susto, um grito,
Começam a romper delgadas lágrimas,
Pois um espinho feriu com sua flecha
A rósea pele na concha do ouvido.

E agora ri em estrídulo alvoroço
Por tombar uma pétala de rosa
Aonde o cetim flavo deixa ver
A flor de veio azul do seu pescoço.
Com unhas verde-água de jade,
Há uma garotinha de marfim,
Sob a sombra que baila da roseira,
E arranca as folhas róseas e perladas.

II
Les Ballons

Contra estes densos céus de azul turquesa,
Mergulham como luas de cetim
Balões cheios de luz e de leveza,
Tais borboletas pairam, como seda.

E giram ao sabor da brisa esparsa,
Sobem, piruetam, como num baile,
Flutuam, perlas raras de cristal,
Caem, levitam, tal argêntea prata.

Agora ao rés das folhas se seguram,
Em pose graciosa, teatral,
E cada um é pétala de rosa
Que em corda de gaze se pendura.

Agora chegam às mais altas copas,
Como globos de ametista fina,
Opalas vagueando ao encontro
Dos galhos de rubi da lima.

Tradução de Margarida Vale de Gato

Nota: texto retirado da antologia Poems, a publicar em breve pela Relógio d'Água.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Lá está o gato em cima do pobre do Oscar :(

Santos Leite

10:36 da manhã  
Blogger Rui Manuel Amaral said...

Caro Santos,
a malta já percebeu o seu ponto de vista.

11:22 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Caro Rui,
isso não torna o gato mais leve :)

3:06 da tarde  
Anonymous andrém said...

excelente notícia, a tradução dos poemas de Wilde, que é um dos meus escritores de eleição!

10:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home