17.6.05

Moral da história

Raras são as histórias que têm uma moral. A começar pela própria História.


Comentário de Zé Povão a este post:

"Zé Povão said...

Algumas vezes tem. Algumas vezes, pelo menos. Exemplos:
- A tolice feita pelos vencedores da I Guerra Mundial com o Tratado de Versalhes. Moral: 'Quem semeia ventos colhe tempestades';
- A estupefacção de alguns 'progressistas' ocidentais ao 'descobrirem' (vai também entre aspas') que, afinal, a URSS não era o Sol da Terra, mas uma feroz ditadura. Moral: 'Nem tudo o que reluz é ouro';
- As invectivas frequentemente hipócritas de responsáveis do PS e do PSD nesta nossa triste III República. Moral: 'Alfaiate mal vestido, sapateiro mal calçado';
- As actuais desculpas do Vaticano em relação a vários desmandos ( e estou a ser extremamente benevolente!) que a Igreja praticou ao longo da História. Moral: 'Faz o que eu digo, não faças o que eu faço';
- As esperanças, cedo transformadas em desilusão, havidas durante a nossa I República. Moral: 'A sorte não dá, só empresta';
- A escolha de Santana como líder do PSD. Moral: 'antes que cases, vê o que fazes'."

(Retirado da caixa de comentários)

1 Comments:

Anonymous Zé Povão said...

Algumas vezes tem, Rui. Algumas vezes, pelo menos. Exemplos:
- A tolice feita pelos vencedores da I Guerra Mundial com o Tratado de Versalhes. Moral: 'Quem semeia ventos colhe tempestades';
- A estupefacção de alguns 'progressistas' ocidentais ao 'descobrirem' (vai também entre aspas') que, afinal, a URSS não era o Sol da Terra, mas uma feroz ditadura. Moral: 'Nem tudo o que reluz é ouro';
- As invectivas frequentemente hipócritas de responsáveis do PS e do PSD nesta nossa triste III República. Moral: 'Alfaiate mal vestido, sapateiro mal calçado';
- As actuais desculpas do Vaticano em relação a vários desmandos ( e estou a ser extremamente benevolente!) que a Igreja praticou ao longo da História. Moral: 'Faz o que eu digo, não faças o que eu faço';
- As esperanças, cedo transformadas em desilusão, havidas durante a nossa I República. Moral: 'A sorte não dá, só empresta';
- A escolha de Santana como líder do PSD. Moral: 'antes que cases, vê o que fazes';
- O Zé Povão a aprender que os bloguistas do Quartzo se exasperam com as suas sentenças de moral. Moral: ' A boda e a baptizado não vás sem ser convidado'.

Um grande abraço, Rui.

Zé Povão

2:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home