8.7.05

À guisa de explicação

Do dr. Tomás Videira, meu próximo convidado do folhetim literário que recentemente o Quartzo em boa hora estimulou cumprindo a sua tarefa de aproximar os leitores das diversas classes, nomeadamente e exponencialmente literário-operativas (não sei se a expressão está correcta mas a intenção é perceptível) e visto que é, para além de sociólogo estimado, novelista com provas dadas e ex-polícia, mantendo-se como guarda-nocturno "Por inclinação, por maneira de ser, por devoção ao bem público, por nostalgia poética...Eu sei lá!", mas sendo de igual modo coordenador de condomínios, gerente de um bar, praticante de enki-do - disciplina que se pratica com espada curta e adaga, como alguns saberão - além de...
Mas não nos alonguemos - eis pois a carta que me endereçou:
"Nicolau - Tu desculpa lá a pôrra da maçada mas só posso aí estar na segunda-feira, catano!".
Aqui ficam, portanto, as suas explicações aos leitores.