20.6.05

O que é que se passa com o Porto?

Face à passividade e à inércia dos cidadãos do Porto (e da sua massa associativa) perante questões como a do túnel de Ceuta ou do circuito dos calhambeques na Avenida da Boavista (com direito ao abate indiscriminado de dezenas e dezenas de árvores), começo a convencer-me de que os portuenses, na realidade, acham que tudo não passa de uma birra da ministra Isabel Pires de Lima, no que ao túnel - e ao Museu Soares dos Reis - diz respeito, e que o circuito é uma grande obra de um grande autarca, oportuna, dignificante e a justificar plenamente o investimento. O Partido Socialista vai fazendo o que pode, mas, como se trata de um partido político, será sempre acusado, por mais razão que tenha, de estar a politizar o assunto. Também vos digo que se Rui Rio se fizer eleger de novo Presidente da Câmara os portuenses terão o autarca que merecem.

8 Comments:

Blogger Rui Manuel Amaral said...

Todos os dias este executivo brinda os portuenses com declarações, factos e decisões bizarras. Basta acompanhar as actualizações do site da câmara (http://www.cm-porto.pt). Às vezes apetecia-me escrever sobre isto todos os dias. Mas tenho receio que me tomem por maníaco.

Apenas um exemplo. Um dos últimos grandes anúncios do executivo de Rui Rio:

"Despejo no Aleixo após rusga policial


A Câmara do Porto despejou, na passada sexta-feira, uma família do Bairro do Aleixo que tinha sido detida em 2003 pela Policia de Segurança Pública do Porto, na sequência de buscas domiciliárias levadas a cabo por aquela força policial. Depois de um complicado processo jurídico iniciado em Janeiro de 2004, a autarquia formalizou o despejo, com base nas provas apreendidas na casa camarária habitada pela referida família, que evidenciavam a prática do crime de tráfico de estupefacientes.
A Câmara Municipal do Porto apurou que a família possuía seis veículos de gama alta registados em seu nome, cuja posse não correspondia, de modo algum, com os requisitos de carência e necessidade necessários para possuir uma habitação social. Aquela família, que pagava uma renda mensal de 29,67?, evidenciava sinais exteriores de riqueza e possuía até um jacuzzi e vários materiais de luxo dentro da casa camarária.
Refira-se que a referida rusga policial resultou no desmantelamento de um grupo que operava no Bairro do Aleixo há 13 anos."

3:51 da tarde  
Blogger Rui Manuel Amaral said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

3:56 da tarde  
Blogger Rui Manuel Amaral said...

Mas de uma maneira geral, alguns jornais (especialmente o Público e o Comércio do Porto) vão dando conta destas coisas. Os outdoors contra Isabel Pires de Lima, pagos pela câmara. As cartas que a câmara enviou aos funcionários das escolas a lembrar-lhes a realização da greve. As obras em tempo recorde na Avenida da Boavista e Circunvalação por causa da porcaria da corrida dos calhambeques e cujo custo poderá vir a ser assegurado pelo município.
Tudo isto é revoltante.

3:58 da tarde  
Blogger Rui Lage said...

Justiça seja feita ao Comércio do Porto, que tem noticiado, de forma sistemática, aquilo que se vêm passando nesta cidade.

4:36 da tarde  
Blogger floreseabelhas said...

Pois, como eu os entendo. Mas já quase todos acham quase tudo normal. E essa do jacuzzi...

7:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Todas as ocasiões são boas para apontar o dedo e dizer que o edil vai nu. Rui Rio não passa de um Alberto João em encadernação de luxo. O aproveitamento que faz do site oficial da CMP para propaganda das suas acções é vergonhoso.

Venha então o aborto político que o PS propõe para a Câmara. Não há-de ser pior do que aquilo que o PSD, com a muleta do PC, tem defecado sobre a cidade nos últimos 4 anos.

Santos Leite

1:13 da tarde  
Blogger Rui Manuel Amaral said...

Inteiramente de acordo, Santos Leite. Nisto, estamos de acordo.

2:08 da tarde  
Blogger Rui Lage said...

Caro Santos Leite, pode-se achar que Assis é um político algo cinzento, ou que não tem o perfil adequado, que isto e mais aquilo, mas não há comparação possível entre ele e Rui Rio. Ainda ontem, no edifício da Alfândega do Porto, num debate sobre a cultura organizado pela candidatura de Assis, pude mais uma vez constatar que o candidadto do PS tem um discurso brilhante, articulado e lúcido sobre as grandes questões desta cidade. É um político com visão e com ideias. É o oposto de Rui Rio.

7:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home