20.4.05

Quem pedala por gosto não cansa



Diz na capa que saíu em Janeiro, mas vocês sabem como são estas coisas... Na verdade viu a luz do dia agorinha - e de isso até saímos a ganhar: está fresquinha, apetitosa, bem oleada nos carretos e muito expedita.
A "Bicicleta". A revista que, dirigida pelo Bruno Vilão e congeminada pelo Manuel Almeida e Sousa, contou com certas cumplicidades lusitanas e de muito lugar de aqui e de além mar: do Brasil, da Sérvia, da Argentina, da Espanha, da França, da Itália...
Dos portugueses colaboram: este que vos escreve, o José Carlos Breia, a Sandra Costa, o Carlos Garcia de Castro, o Fernando Aguiar, o Ruy Ventura, o Manuel Bolinhas, o Fernando Rebelo, o João Garção, o Alberto Pimenta, o Abdul Affi, o Ricardo Mestre, o Tiago Gomes, a Maria Augusta, o Nuno Rebocho, o Victor Belém e o Manel e o Bruno também, para além da outra função.
Lá de fora estão os... Mas olha, não digo mais nada - para que estou eu a fazer a papinha toda? Comprem a revistinha, que diabo, não é mesmo nada cara e vale a pena, está mesmo muito apetecível. Não encontram em todas as lojas? Digam à gente do Grupo de Teatro "Mandrágora", eles mandam logo e assim como assim a revista destina-se a assinalar os 25 anos que já levam de vida.
E pedalem, pedalem, que de bicicleta, com o dizia o Prévert, vê-se melhor a paisagem. E se não foi ele foi outro também estupendo - mas ele era menino para o dizer. Com o que, vale a poesia. Não é assim?