13.10.04

O Povo é Sereno #170

"Se os socialistas começam a ser aqueles que fazem a mesma política, embora um bocadinho mais humanizada, que faz a direita, vão-se criar outros partidos necessariamente, porque as pessoas não aceitam voltar para trás". O homem que disse isto foi o mesmo que um dia "meteu o socialismo na gaveta", assinou um acordo com o Fundo Monetário Internacional, fez do pragmatismo governativo uma ideologia (naquilo que não foi mais do que uma espécie de "terceira via" "avant la lettre") e foi tão mal sucedido, mas mesmo tão mal sucedido, a governar em conjunto com um partido da "direita", o PSD, e naturalmente a realizar "a mesma política da direita", e nem sequer "mais humanizada" (que o digam os trabalhadores de Setúbal que tinham salários em atraso), que até assistiu à criação de "outro partido", o PRD, que, logo nas primeiras eleições em que participou, em1985, e porque as pessoas "não aceitaram voltar para trás", roubou tanto, mas tanto, eleitorado ao PS, que o fez descer para vinte por cento, naquele que é ainda hoje o seu pior resultado eleitoral de sempre. Realmente o homem que disse isto chama-se Mário Soares. E pode falar de cátedra. . .